Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho 26, 2020

Igualdade e QI

Os cânones de uma civilização dita moderna (seja lá o que isso significa e ficando a dúvida legítima sobre que critérios definem uma sociedade moderna), baseiam-se para além de outras características, na diversidade e na igualdade. A igualdade é o objectivo declarado de todos os governos ocidentais, o propósito declarado de todas as principais organizações cívicas e a aspiração de toda e qualquer pessoa que deseje ter um lugar numa sociedade polida. Paradoxalmente, a aspiração à igualdade, transporta consigo uma bomba ou mais bombas prestes a explodir; o que significa a igualdade? E ela existe na realidade? E cada um de nós é igual a quem e a quê? Todos os homens são iguais na sua dignidade e todos devem obedecer à mesma lei, esta máxima do personalismo cristão, é a única igualdade passível de existência. Todas as outras igualdades decretadas por decreto são falsas e ilusórias, apenas pretendem criar uma igualdade social que permita igualar e nivelar os meios e as condições de exi

Revisionismo, paranoia e desconstrução do passado

Começo a desconfiar, ou até, para ser mais exacto, tenho a certeza que o esquerdismo militante "à bloco de esterco e à comuna" está a minar o cérebro do povinho. Então não é que a sanha revisionista começa a atingir ruas, praças e avenidas! Já conhecemos o caso da ponte Salazar em Lisboa e agora tudo o que tenha o maldito nome Salazar é para apagar e substituir por nomes mais pomposos .  Ora, os maluquinhos que alinham nesta desconstrução social e histórica, esquecem-se que o passado não se apaga, não pode ser apagado sob pena de a história estar constantemente a ser truncada e obliterada em função de caprichos e gostos assistémicos. O que virá depois disto? A destruição das escolas do tempo do Estado Novo?? A destruição de antigos prédios e casas construídas por alturas do Estado Novo?? A alteração dos livros de história afirmando-se que Salazar foi uma personagem fictícia?? A alteração da história propriamente dita dizendo-se que o Estado Novo nunca existiu em Portugal

É preciso desmontar as tretas xuxialistas

A nossa actual era caracteriza-se pela mentira e pelo engodo. Estas duas características só são possíveis onde exista falta de informação, ou melhor, onde existe sub-informação e pseudo-informação. Para quem se der ao trabalho, e não se estiver "a cagar", como a maior parte de povo português, as mentiras são facilmente desmontáveis. Não falta por aí também quem diga: «mas o que ganhas com isso?» e também: «não vale a pena, não podemos fazer nada!»... falso, falso, falso, é essa atitude que nos tem levado para onde estamos actualmente. Outra grande verdade, sistematicamente esquecida, é o facto de laborarmos no maior erro de todos ao pensar que vivemos em democracia. Erro este de dimensões astronómicas que nos tem custado milhares de milhões de euros (e escudos) ao longo de 46 anos. Se a democracia significa a perpetuação do roubo, do saque, da incúria, da involução (mascarada de evolução), do tachismo, da corrupção, do tráfico de influências, etc, etc, em troca de muit

Sons de Portugal